29 de julho de 2012 às 00h00min - Por Mário Flávio

Zé Queiroz usou jogral durante o discurso para uma militância empolgada

Na inauguração do comitê central da coligação Caruaru com a Força do Brasil, no início da noite deste sábado (28), a coordenação da base governista optou por fazer um jogral, já que a Justiça proibiu a instalação de aparelhagem sonora. Uma das técnicas de ampliação de discurso mais utilizadas pela esquerda latinoamericana, em que o público repete cada frase de quem está discursando. Lembrando os tempos de sindicalista, Zé Queiroz subiu no palanque com um megafone nas mãos para falar o público presente, estimado em mais de mil pessoas, de acordo com dados da assessoria de comunicação.

Segundo o deputado federal Wolney Queiroz, a ideia foi bem utilizada. “O público participou 100%. Foi a sensação da noite. E acho que tinha mais gente do que na convenção”, citou. A militância vermelha repetiu alto cada frase de Zé Queiroz, reunindo setores de movimentos sociais, como a União da Juventude Socialista (UJS), União dos Estudantes Secundaristas (Uesc), movimentos femininos, LGBT e MST.

“Vamos ganhar as ruas com o coração cheio de paz, amor e vitória. Iremos a todos os cantos da cidade, para que Caruaru continue avançando com a Força do Brasil. Caruaru não pode parar”, disse Zé Queiroz. Bastante emocionado, ele encerrou o discurso agradecendo o empenho e a dedicação de todos. “Vocês estão mostrando como se faz uma campanha bonita, limpa e histórica. É assim que deve ser, com propostas e mostrando o que fizemos. Vamos à vitória”, finalizou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro