26 de dezembro de 2020 às 08h56min - Por Mário Flávio

O juiz Moacir Ribeiro suspendeu a convocação de aprovados no concurso público de Santa Cruz do Capibaribe, após ação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

O juiz alega que o município não tem recursos para atender as despesas com as novas contratações, além de, segundo o juiz, a convocação ser ilegal por acontecer dentro do prazo de 180 dias antes do fim do mandato do atual prefeito.

De acordo com a ação, o juiz determina que seja aplicada uma multa de R$ 100 mil para o prefeito Edson Vieira (PSDB), em caso de descumprimento da decisão.

“O atual Prefeito teve três anos para nomear os candidatos, de modo que, a nomeação a 12 dias do término do seu mandato tem como finalidade prejudicar a nova gestão, que não terá receitas suficientes para saldar as despesas de mais 115 servidores efetivos”, cita trecho da ação.

A convocação aconteceu na última sexta-feira (18) e também apresentou a lista de convocação de Guardas Civis Municipais e Agentes de Trânsito para matrícula em curso de formação.

Sobre a suspensão da convocação dos aprovados no último concurso público de Santa Cruz do Capibaribe, o prefeito Edson Vieira (PSDB) em participação ao Programa Independente na noite desta quarta-feira (23), se mostrou tranquilo em relação a situação e afirmou que irá recorrer e apresentar a sua defesa.

“Vamos recorrer no dia 28, quando apresentaremos a nossa defesa até porque estamos simplesmente atendendo um pedido do próprio Ministério Público, que no último dia 10 pediu que a gente fizesse a convocação daqueles cargos que tinham contratos, mas estou muito tranquilo sobre isso, e se você fizer uma comparação do que estamos chamando e do que a gente está tirando de contrato, vai dar uma disparidade muito grande” – respondeu.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro