20 de dezembro de 2012 às 15h25min - Por Mário Flávio

A Segunda Câmara do TCE em Pernambuco homologou ontem um Auto de Infração contra o presidente do Instituto de Previdência de Quipapá, Danilo Lima de Souza, por sonegação de documentos, e aplicou-lhe uma multa no valor de R$ 10.233,00.

Conforme o conselheiro e relator do processo, Romário Dias, embora o TCE tenha solicitado diversas vezes, por ofício, informações contábeis do Instituto, o gestor se negou a fornecê-las, sem nenhuma justificativa plausível. “Trata-se, pois, de irregularidade grave, porquanto contraria o preceito republicano de prestar contas e de conduzir com transparência a gestão pública, além de desrespeito ao controle externo exercido pelo Tribunal e à Constituição da República”, disse o conselheiro relator.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro