7 de fevereiro de 2013 às 09h25min - Por Mário Flávio

20130207-001838.jpg

Divergências entre aliados podem esvaziar o PRTB de Caruaru. O partido elegeu a maior bancada da Câmara com três vereadores, mas devido a indicação de Luciel Emerson para presidir a legenda na cidade qye o clima ficou tenso e lideranças querem enfraquecer a legenda na cidade, já que o pastor Ednázio, que presidente o partido em Pernambuco, cobrou recentemente espaço do PRTB no governo do prefeito Zé Queiroz (PDT).

A mudança no partido já começou com a saída de Nilton Aroucha, que vai assumir a presidência do PSDB, partido que era comandado por Luciel. Segundo o secretário Executivo de Relações Institucionais, Davi Cardoso, o PSDC seria um dos partidos para promover a mudança. “O PRTB deve sofrer um processo de esvaziamento, já que não se enquadra na disciplina e no que foi estabelecido. O PSDC é apenas um dos partidos em que poderemos relocar os políticos para a eleição de 2016 e já para o pleito de deputado estadual”, disse.

Ainda de acordo com Davi, a debandada vai atingir também aos vereadores, mesmo com a questão da fidelidade da partidária. “Não tem esse tipo de problema, estão sendo criados vários partidos novos e a questão da fidelidade partidária morre com isso. Existe o PRT do B que está sendo formatado, o PC também e vamos até a Paraíba para participar da reunião da criação do PS. No entanto, cabe aos vereadores decidir se irão querer sair ou não do PRTB, mas é bom lembrar que existem alguns compromissos e os vereadores têm que se enquadrar nisso”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro