13 de janeiro de 2012 às 10h00min - Por Mário Flávio

O Diário Oficial publicou nesta sexta-feira (9) que o PROCON-PE divulgou dados de levantamento feito em 19 estabelecimentos comerciais do Recife. A pesquisa teve como base os produtos iguais ou semelhantes mais pedidos na lista de material escolar, como lápis de cor, hidrocor, régua, tesoura, apontador, cadernos e alguns tipos de papel.
Em alguns produtos a diferença percentual chegou a 266%. É o caso da régua de 30 cm, que chega a custar R$0,30 centavos em um estabelecimento e R$1,10 em outro. Em relação à pesquisa realizada em dezembro de 2011, o levantamento constatou que houve redução de preços em alguns itens. Apenas alguns produtos sofreram aumento, a grande maioria dos itens pesquisados sofreu queda ou mantiveram o mesmo preço.
ORIENTAÇÃO

O Procon-PE alerta os pais que não comprem produtos de marcas mais conhecidas, pois em geral, possuem preços mais elevados. O órgão de defesa do consumidor orienta a não levar os filhos na hora da compra do material escolar. As crianças são mais influenciadas pela propaganda das marcas, que usam apelos como personagens de desenhos animados e artistas. A compra em conjunto pode facilitar as negociações. Na busca pelo menor preço também é importante que o consumidor não se esqueça de atentar para a qualidade e procedência dos produtos.

Você pode conferir os resultados da pesquisa na planilha abaixo ou no site do Procon-PE, em que também estão disponíveis outras pesquisas de preço.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro