15 de março de 2012 às 13h42min - Por Mário Flávio

Em comunicado oficial, a Prefeitura de Caruaru informa que cumprirá integralmente a decisão da Justiça, que considerou ilegal e abusiva a greve dos guardas municipais e agentes de trânsito. Os servidores que permanecerem desobedecendo à Justiça e não voltarem aos postos de trabalho imediatamente terão o ponto cortado e os dias descontados – além de outras penalidades cabíveis, previstas na decisão judicial.

A Prefeitura comunica que permanece disposta a negociar com agentes e guardas, desde que retornem ao trabalho. O Governo Municipal reitera que já atendeu 13 dos 14 pontos de reivindicação dos servidores, oferecendo inclusive um reajuste salarial de 15%.

Ontem, quarta-feira (14), os grevistas decidiram permanecer em greve, apesar de o SISMUC ter recebido notificação da Justiça de Pernambuco determinando ilegalidade do movimento. O sindicato agora aguarda análise de agravo para tentar suspender essa liminar emitida contra a greve.

Essa é uma quebra de braço, caso a Justiça considere o agravo enviado pelo SISMUC, a greve continua e a prefeitura terá que negociar com os agentes e guardas em paralisação. Caso permaneça a decisão inicial de ilegalidade do movimento, os funcionários terão que retornar a seus postos de trabalho. No entanto, o presidente do SISMUC, Eduardo Mendonça havia entrado em contato com o secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Antônio Ademildo, para tentar marcar uma reunião sobre a greve para esta quinta, o que não foi possível, devido a conflitos de agenda do secretário.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro