8 de janeiro de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio
FOTO-VLADIMIR-BARRETO-5

Pouco depois das eleições de 2012, já se avaliava que a liderança da base do governo poderia continuar no PSD

Com Dr. Demóstenes escolhido como líder do governo e Leonardo Chaves eleito presidente da Câmara Municipal de Caruaru, o PSD local aparenta uma condição de prestígio na base do governo, lembrando que o partido já contava com a liderança da bancada governista na última legislatura, a cargo de Adolfo José, que não disputou reeleição. E, a 11bancada do partido tenha sido reduzida nas últimas eleições, contando também com a não eleição de Bruno Lambreta e Alecrim, Adolfo, que é presidente da legenda, acredita que a competência dos vereadores correligionários foi o que pesou na indicação deles pelo prefeito Zé Queiroz (PDT).

No contexto

Presidência da Câmara em Caruaru deve ficar com o PSD

Demóstenes será o novo líder do governo na Câmara

Vídeo – Leonardo Chaves detalha como será a gestão na Câmara

“O prefeito é competente nas suas escolhas. Não estou desmerecendo nem supervalorizando ninguém. Mas todos sabem da qualidade de Leonardo Chaves e de Demóstenes Veras enquanto vereadores. Queiroz escolheu essas duas pessoas e teve aprovação dos vereadores da Casa. Você vê que Leonardo teve até voto da oposição para presidir a Mesa Diretora. Para felicidade nossa, são dois vereadores do PSD, foi mais uma questão de competência mostrada pelos vereadores do que qualquer benefício ao PSD”, explicou Adolfo.

Ainda assim, durante a montagem do novo secretariado municipal, sobraram especulações a respeito das possibilidades de Bruno Lambreta e Alecrim integrarem a equipe de Queiroz a partir deste ano, mesmo que em segundo escalão. Nenhuma dessas cogitações deram resultado, embora Queiroz ainda vá fazer pequenos ajustes no governo. No entanto, Adolfo argumentou que isso não foi moeda de troca nas articulações com o prefeito.  “Não colocamos isso em jogo. Independente de eu ter ou não mandato, ou dos companheiros estarem ou não no governo, todos do partido vão torcer para que o governo tenha sucesso e seja brilhante. Óbvio, nós pedimos votos para ele, ajudamos em sua reeleição, gostaríamos imensamente de contribuir ativamente na administração, mas isso não é um ponto de moeda de troca”, ressaltou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro