21 de março de 2014 às 06h15min - Por Mário Flávio

20140321-061638.jpg

Artistas das mais diversas linguagens se reuniram durante uma semana para eleger seus representantes no Conselho Municipal de Política Cultural, os últimos membros foram conhecidos na noite de ontem, 20 de março, no Museu do Barro, no setorial que reuniu Literatura, Leitura e Livro.
O Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC) é um dos componentes do Sistema Municipal de Cultura (SMC), lei que foi sancionada dia 16 de janeiro deste ano.

A partir de fevereiro um Grupo de Trabalho com representantes de vários segmentos foi criado para organizar o processo eleitoral dos representantes da sociedade civil, as reuniões aconteceram nas terças a tarde, no Teatro garagem Mamusebá, no Polo Cultural da Estação Ferroviária. A partir de então foram criados três grupos, um cuidou de sistematizar a Metodologia dos fóruns, outro da Infraestrutura e o outro da divulgação.

Com as regras estabelecidas, os locais definidos foram o Museu do Barro e o Teatro Mamusebá, foi feita uma divulgação que envolveu emissoras de rádio e TV, jornais, redes sociais; foi feita um contato pessoal com cartazes nas lojas e oficinas de música, museus, entidades culturais, órgãos governamentais e não governamentais e o legislativo. No dia 14 de março teve início o processo que convocou todos os segmentos propostos na lei, totalizando uma participação de mais de 200 pessoas aptas para votar e elegeram democraticamente seus representantes.

OS ELEITOS: – Yanara Galvão e Sávio Marques (Audiovisual); Antonio Luiz – Preggo e Jayson Magno (Fotografia); Maria Alves e Arari Marrocos (Artes Cênicas); Josenice Barbosa da Silva – Jô Barbosa e Isabela – Bela Araújo (Agentes Culturais); Marcos Firmo e Damião Ferreira (Artes Visuais); Socorro Maciel e Malude Maciel (Instituições Culturais não governamental ); Maria Jucimar Pereira da Silva (Gastronomia); Anderson José Francisco Silva – Anderson do Pife e Roberto Gersino (Cultura Popular); Alexandre Soares – NARCAB e Marcos Batista (Povos Tradicionais); Benício Júnior e Sheila Tavares (Dança); Joanathan Richard e Ivan Márcio Bulhões (Música); Glauciano Marcos e Walmire Dimeron (Arquitetura, Urbanismo e Patrimônio Cultural); Herlon Cavalcanti e Iris Marcolino (Literatura, leitura e Livro); Murilo Carmo (Design e Moda), sendo em todos os casos titular e suplente.
No caso do Artesanato e Circo nenhum representante esteve presente, não sendo possível, portanto, a votação.

Gastronomia, Design e Moda faltam indicar suplentes. Para analisar estes casos haverá uma reunião na próxima terça-feira, 25, 14 horas no teatro Mamusebá, para tomar as devidas resoluções. Os Fóruns Setoriais foram organizados pela sociedade civil em conjunto com a Prefeitura Municipal de Caruaru, que ofereceu através da Fundação de Cultura e Turismo a estrutura e organizacional pela Diretoria de ações Culturais.

O próximo passo agora são as indicações do governo, pois a composição do Conselho por recomendação do Sistema Nacional de Cultura é paritária. Depois, será elaborado um Plano de Trabalho para dez anos e criado o Fundo Municipal de Cultura (FMC).


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro