24 de fevereiro de 2012 às 08h00min - Por Mário Flávio

A promotora de Justiça do município de Lajedo, Dannielly da Silva Lopes confirma as ações do Ministério Público para interditar o Abatedouro Municipal, depois de considerado um relatório de vistoria realizado pela Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (ADAGRO), identificando falta de atendimento de diversas exigências para seu funcionamento.

Segundo o relatório, a inspeção da ADAGRO constatou que o funcionamento do Abatedouro está fora dos padrões técnicos, devido à inadequação das instalações; falta de tratamento dos efluentes; falhas no processo de matança dos animais, de esfola e evisceração; falta de higiene, limpeza e desinfecção nos procedimentos e instalações. Tendo em vista essas considerações, o MPPE havia entrado com um Procedimento Preparatório para investigar as irregularidades no início de janeiro. O prefeito de Lajedo, Antonio João (PSB) e o administrador do estabelecimento foram notificados, mas de acordo com a ADAGRO, os problemas do abatedouro não foram solucionados. Isso resultou na interdição do estabelecimento no dia 14.

No contexto

ADAGRO interdita Abatedouro Público de Lajedo

A ação causou incômodo para políticos da situação do município, tendo em vista que as denúncias sobre o abatedouro vinham diretamente do médico Pedro Melo, que deve sair a pré-candidato na disputa pela prefeitura de Lajedo e já demonstrou que está começando suas ações de fiscalização (ou de pegar no pé) da atual administração da cidade.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro