25 de janeiro de 2014 às 19h26min - Por Mário Flávio

Do JC on Line

Líder do Movimento pela Libertação dos Sem Terra e um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), Bruno Maranhão, que havia tido falência múltipla dos órgãos decretada durante a semana, faleceu na tarde deste sábado (25) aos 74 anos, no Memorial São José.

O velório está marcado para começar às 8h deste domingo (26) no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife. O corpo será cremado às 11h.

A saúde do militante vinha delicada desde 2011, quando foi submetido a duas cirurgias para conter a lesão de uma isquemia e uma trombose cerebral, tendo afetado o lado esquerdo do cérebro. Maranhão, à época, chegou a ficar em coma induzido. Doença cerebrovascular, a trombose venosa cerebral (TVC) tem múltiplas manifestações clínicas. Em algumas situações pode confundir e levar a um subdiagnóstico.

Ex-líder estudantil e ex-exilado político, Bruno Maranhão – além de ter sido membro da Executiva nacional do PT – era um dos líderes do Movimento de Libertação dos Sem Terra, organização nascida de uma dissidência no Movimento dos Sem-Terra (MST).

Bruno Maranhão é constantemente lembrado pela invasão que o Movimento promoveu em junho de 2006 nas dependências do Congresso Nacional. Líder, ele chegou a ficar preso por 39 dias no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro