7 de março de 2012 às 20h04min - Por Mário Flávio

Com informações do Ministério Público

O promotor de Justiça de Bezerros, Flávio Henrique Souza dos Santos, expediu recomendação, publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial, para que o matadouro público do município seja desativado por falta de condições mínimas de funcionamento. O documento foi destinado à secretária de Saúde, ao gerente de Vigilância Sanitária e à prefeita da cidade. Esse é o oitavo matadouro que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomenda que seja fechado só neste ano.

De acordo com a recomendação, as condições sanitárias do estabelecimento oferecem risco à saúde e à vida das pessoas. Dessa forma, fica proibida a realização de abate ou manipulação de qualquer animal no local. Outra determinação do termo é que a Vigilância Sanitária da cidade fique responsável pela  fiscalização contínua e eficaz para que não ocorra a comercialização de carnes sem o cumprimento das normas sanitárias.

Em dezembro de 2011, o MPPE requisitou a Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) um relatório sobre a situação do matadouro. Foram detectadas falhas nos períodos anterior, posterior e durante a matança dos animais, além do descarte irregular dos resíduos e a carência de condições sanitárias. O laudo sugeriu, em caráter emergencial,  a “interdição imediata do mesmo e a transferência  do abate para Gravatá”.

Foi estipulado prazo de 15 dias para o fechamento e correção das irregularidades. Segundo o promotor, caso a recomendação não seja cumprida no período determinado, medidas judiciais serão tomadas e “o matadouro pode ser desativado de forma permanente”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro