10 de maio de 2012 às 07h00min - Por Mário Flávio

Os médicos que trabalham na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Caruaru, estiveram reunidos na Sociedade de Medicina de Caruaru, em Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para tratar das denúncias sobre o número excessivo de atendimentos e relatos de mau relacionamento entre os profissionais e a direção da unidade de saúde.

Na ocasião, os médicos deliberaram as seguintes reivindicações: reavaliar de forma urgente o relacionamento da diretoria com os profissionais médicos, definição do real perfil de atendimento da Unidade, respeitar a resolução 01/2005 do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) no que se refere ao número de profissionais médicos plantonistas, adequar o número de ambulâncias, bem como avaliação da necessidade de transporte de alta complexidade (UTI móvel) que conte com o profissional para tal função especifica e recomposição salarial.

De acordo com a diretora regional do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Carolina Oliveira, já foi enviado para a administração da UPA, o ofício com as reivindicações acordadas durante a AGE. Para a diretora, o importante neste momento, é que os médicos estejam todos unidos e mobilizados. No próximo dia 22 os médicos realizam uma nova assembleia.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro