3 de setembro de 2012 às 08h02min - Por Mário Flávio

O vice-governador João Lyra (PDT) inicia, nesta segunda-feira (03), uma viagem de quatro dias ao Panamá. Representando o governador Eduardo Campos, Lyra assinará acordos entre Pernambuco e o Panamá nas áreas de Educação, Desenvolvimento Econômico e Turismo. Isso possibilitará que alunos de escolas estaduais façam intercâmbio naquele País, maior comercialização portuária e ampliação conjunta do fluxo turístico. O vice-governador viaja acompanhado de quatros secretários de Estado e de empresários pernambucanos das áreas têxtil e hoteleira.

De acordo com João Lyra, Pernambuco e o Panamá vivem atualmente um momento bem parecido, com dinamização da economia e expansão de mercado, daí a interesse mútuo em trocar experiências e estabelecer acordos comerciais. A abertura desse fluxo aconteceu, em junho passado, com o início da operação do voo Recife-Panamá, única conexão direta dessa rota na região Nordeste. Atualmente, são realizados quatro voos semanais, o que possibilitou a Pernambuco ficar conectado a 62 destinos em 29 países em todo o continente americano, além do Caribe.

Na área da Educação, o Panamá deverá ser o novo destino do programa Ganhe o Mundo, que seleciona alunos da rede estadual para intercâmbio cultural no exterior. Pela iniciativa do Governo Eduardo Campos, estudantes de todo o Estado viajam para se aperfeiçoar no aprendizado de um idioma estrangeiro. O secretário estadual da Educação, Anderson Gomes, integra a comitiva que vai ao Panamá.

Além dele, também viajam os secretários de Desenvolvimento Econômico, Fred Amâncio; Alberto Feitosa, do Turismo e Lauro Gusmão, do Governo. Em reunião com o ministro de Comércio e Indústria do Panamá, Ricardo Quijano, será firmado acordo de cooperação na área portuária. Atualmente, o canal do Panamá está sendo duplicado, o que vai facilitar o fluxo de mercadorias entre o Pacífico e o Atlântico. Como o Panamá tem acordo de livre comércio com a América do Norte, América Central, Caribe e Norte Andino, isso significa que os produtos pernambucanos chegarão nessas regiões com preços competitivos, ampliando o mercado e gerando emprego e renda para o Estado.

Por outro lado, no que se refere ao fluxo de lá para cá, a ideia é consolidar o Porto de Suape como um hub port (porto concentrador de cargas e de linhas de navegação) de classe mundial, recebendo navios de grande porte e redistribuindo mercadorias através de embarcações de menor capacidade de armazenamento.

Durante a viagem, o turismo também deverá ser contemplado, com a troca de informações e ampliação da rede de promoção de ambos os destinos, para que não só aumente o fluxo de turistas, indo e vindo entre Pernambuco e o Panamá, mas que também novos mercados sejam conquistados. O presidente da Associação Comercial e Industrial de Caruaru, Anderson Porto e o conselheiro da ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis) – PE, Roberto Mattos também integram a comitiva.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro