8 de fevereiro de 2013 às 08h55min - Por Mário Flávio

20130208-035506.jpg

Fugindo do enxame de requerimentos voltados para obras de calçamento e saneamento em Caruaru, o vereador Jadiel (PRTB) parece estar preocupado com a estrutura da Educação municipal. Na sessão dessa quinta-feira (07), foi aprovado requerimento de sua autoria convidando o secretário de educação, Welson Costa, a participar de uma futura reunião ordinária na Casa e explicar aos vereadores qual o quadro da educação na Capital do Agreste.

No contexto

Habilidade de Welson será fundamental para minimizar crise com professores

Secretário de Educação admite que redação do projeto que alterou o PCC pode ser mudada

Entre os temas que o vereador quer debater com Welson, está o projeto do Plano de Cargos e Carreiras para professores da rede municipal, votado em reunião extraordinária semana passada, além das recentes declarações da presidente do TCE, Teresa Duere, apontando que Caruaru é um dos municípios que apresentam os piores índices de fracasso escolar em Pernambuco. “A mudança do PCC dos professores, a proximidade da convocação da Conferência Municipal de Educação de 2013, o início do ano letivo e as declarações da presidente do TCE sobre os índices escolares em Caruaru e Olinda são motivos suficientes para que a Câmara abra suas portas e o microfone para que o secretário de Educação, querendo, venha colocar os Edis a par da real situação, projetos e ações a serem implementadas em sua pasta. Assim, os membros desta Casa e, em especial, os que fazem parte da Comissão de Educação, Cultura e Esportes, poderão acompanhar e contribuir para o avanço da Educação no município”, justificou.

Claro que se pode questionar, por exemplo, porque nenhum vereador pediu antes para reunir-se com o secretário para discutir a atualização do PCC. Na verdade, na reunião extraordinária da semana passada, Jadiel votou a favor do projeto, mas ele próprio reconheceu que não estava totalmente a par do que tratava o projeto do Executivo e que, um encontro com Welson, poderia servir para redimir o que ele chamou um deslize de vereador novato. “Nós aprovamos, mas eu já tinha dito que, como neófito na legislação, há a possibilidade de falharmos, por não termos a vasta experiência, como a matéria foi de urgência, e precisava no mínimo 24 horas para estudarmos o documento, naquele momento ainda quis pedir vistas, mas segui a orientação dos companheiros que tinham mais experiência na Casa. Depois, revi a matéria, junto aos meus assessores e entendemos que precisamos de explicação. Não quer dizer que, por eu ser vereador da base, não possa questionar, ou pedir vistas de algumas matérias, para evitar qualquer tipo de prejuízo aos meus semelhantes, já que estamos aqui para representá-los”, completou. Recentemente, Welson Costa debateu especificamente o conteúdo do projeto do PCC com membros do Sindicato dos Servidores Municipais de Caruaru (SISMUC) e da Associação dos Trabalhadores em Educação (ATEC), em entrevista no programa Conteúdo, da Caruaru FM.

No entanto, o encontro com o secretário tem um objetivo mais amplo. “Eu preciso ouvir nosso nobre secretário, para que depois possa tirar minhas conclusões finais, estamos aqui para fiscalizar. Eu até gostaria que, nas próximas vezes, o prefeito nos enviasse com um prazo antecipado os projetos do Executivo, para que pudéssemos analisar e contribuir para a construção do projeto, com algum aditivo que possa ser bom tanto para o município, quanto para os munícipes”, ressaltou o edil.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro