11 de junho de 2012 às 17h09min - Por Mário Flávio

Como a prefeitura de Caruaru explicou que não tem responsabilidade sobre a organização da vinda do Pe. Marcelo Rossi à cidade, pelo fato de que apenas cederia o Pátio de Eventos para a realização do antecipado show do padre, fica então para a Igreja Católica explicar por que foi anunciada uma visita que, nas palavras do próprio Rossi, não havia sido agendada e, claro, porque pediu apoio da prefeitura para divulgar a apresentação de um show do padre. Sendo assim, a Diocese de Caruaru recebe os freis Francisco e Jociel, representantes da Ordem dos Capuchinhos em Pernambuco, que realizarão uma entrevista coletiva nesta terça-feira (12), às 10h no Convento da Diocese, no Divinópolis, para esclarecer à imprensa o que ocasionou as informações equivocadas.

Mais cedo, a assessoria de comunicação da prefeitura enviou nota em que  explicou que não tinha recebido nenhum comunicado oficial da Igreja Católica informando sobre mudanças no planejamento, que incluía uma missa no Pátio de Eventos e um show do padre Marcelo Rossi. Desde o começo da manhã desta segunda-feira (11), a Fundação de Cultura buscava contato com a Igreja Católica para consolidar os dados. Além disso, a prefeitura comunicou que, só após receber um posicionamento formal dos religiosos a Prefeitura, iria se manifestar sobre o assunto.

Saiba mais

Padre Marcelo Rossi diz que não vem a Caruaru e Fundação Cultura tenta resolver confusão

Prefeitura lava as mãos e diz que responsabilidade é da Diocese de Caruaru

A declaração de Rossi foi feita na Rádio Globo no fim de semana virou uma saia justa para a prefeitura, já que esta havia convocado uma coletiva de imprensa em que anunciava que estava apoiando o evento realizado pela Igreja Católica e confirmava a vinda de Pe. Marcelo Rossi.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro