11 de junho de 2012 às 18h19min - Por Mário Flávio

Desde o início da pré-campanha eleitoral que o prefeito Zé Queiroz (PDT) nomeou o radialista Davi Cardoso como o grande articulador das chapas proporcionais (eleição para vereador). Cardoso vem quebrando cabeça para dividir os 18 partidos da base governista em coligações que permitam a concretização de algumas vagas na Câmara.

No entano, tal ideia não foi bem digerida pelos vereadores. A maioria ouvida por este blogueiro nào quer nem saber dessa conversa e já formaram um bloco para defender a ideia do chapão para as 18 legendas. “Todos os partidos têm alguma benefício no governo e os direitos de todos são iguais, por isso, defendemos a ideia do chapão”, disse um dos vereadores, que pediu para não ter o nome divulgado.

A maior bancada da Câmara é do PSD. O partido conta com quatro vereadores com amplas chances de reeleição, além do líder do governo na Câmara, Adolfo José, que não vai para a reeleição. Outra legenda forte na Câmara é o PCdoB, com dois vereadores. Outras siglas com apenas um vereador são: PDT, PSC, PR, PTB e PT. Dificilmente esses vereadores irão aceitar os módulos e devem pedir prioridade ao chapão. A conferir.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro