14 de março de 2014 às 11h08min - Por Mário Flávio

O Governo do Estado entregou mais 348 casas às vítimas das enchentes de 2010. Hoje (14), 248 famílias da cidade de Gameleira e outras 100, do município de Jurema, realizaram seu sonho de casa própria. A maioria dessas famílias perdeu todos os seus pertences levados pelas águas que atingiram 68 municípios do Agreste e Mata Sul de Pernambuco naquele ano. “O Governo do Estado está cumprindo o compromisso de entregar moradias dignas para mais de 15 mil famílias. Até o final de março chegaremos à marca de 10 mil casas entregues e as 5 mil restantes estão a caminho”, explica o chefe da Casa Militar, Cel Mário Cavalcanti coordenador da Operação Mata Sul.

A construção dos habitacionais é uma ação da Secretaria das Cidades, através da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab) em parceria com a Caixa Econômica por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida. Em Gameleira, o total de casas contratadas é de 315. Em abril serão entregues as 67 restantes. Já em Jurema serão 1008 famílias beneficiadas. Duzentas famílias já receberam suas novas moradias, somando as 100 moradias do habitacional Sítio Salobro que receberam suas chaves hoje. Até dezembro devem ser entregues mais 808.

Além das moradias, o conjunto possui uma quadra esportiva, uma praça, além de dois quiosques. Jurema possui mais três empreendimentos contratados pela Operação Mata Sul. O conjunto Laje dos Caroços com 100 unidades já entregues, o habitacional Sítio Antônio das Queimadas com 304 unidades e o Lagoa do Padre que beneficiará 504 famílias. Estes dois últimos serão entregues até dezembro deste ano.

Em Jurema, a entrega das casas ocorreu no próprio habitacional e contou com a presença do coordenador estadual de Defesa Civil, Ten Cel. Cassio Sinomar, do Superintendente Regional da Caixa Econômica, Denis Matias e do Prefeito Agnaldo Inácio. Já em Gameleira, o Governo do Estado foi representado pelo Secretário das Cidades, Danilo Cabral e a Caixa pelo Superintendente Regional, Denis Matias. Também estiveram presentes o secretário executivo de Defesa Civil da Casa Militar, Cel Carlos Alberto D’Albuquerque, o presidente da Companhia Estadual de Habitação e Obras (Cehab), Flávio Figueiredo, o presidente da Assembleia Legislativa, Guilherme Uchoa e a prefeita Yeda Augusta.

As unidades habitacionais dos empreendimentos da Operação Mata Sul possuem 41,30m² de área, com dois quartos, banheiro, cozinha, sala, área de serviço, com marco divisório de lotes e foram construídas contemplando todos os serviços de infraestrutura urbana, tais como: pavimentação das vias, drenagem de águas pluviais, sistema de esgotamento sanitário com estação de tratamento de esgoto, sistema de abastecimento de água com reservatório elevado, energização e iluminação pública. Também possuem áreas destinadas para a construção de equipamentos públicos de assistência social, à saúde, à educação e outros serviços.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro