20 de janeiro de 2012 às 16h20min - Por Mário Flávio

A oposição segue sem dar trègua a gestão do prefeito Zé Queiroz. Dessa vez, as críticas são para a ausência de uma programação festiva em homenagem ao Mestre Vitalino. Segue abaixo o texto enviado a imprensa.

NOTA DE REPÚDIO

20 de janeiro de 1963, falecia no Alto do Moura, vítima de Varíola, o imortal, que viria a ser o filho mais ilustre da Capital do Agreste, Vitalino Pereira dos Santos, sábio e admirável Mestre Vitalino. Completando assim, 49 anos hoje deste acontecimento, e o que a Prefeitura de Caruaru preparou para a data do baluarte? O sinônimo de nada = Coisa Nenhuma.

A Frente Jovem de Oposição de Caruaru acredita que a magnitude do que o Mestre Vitalino representa para o município, deveria ter sido elaborado por parte do Executivo e da Fundação de Cultura (no mínimo) uma programação desde o início da semana, com ações culturais, oficinas de trabalho e homenagens a passagem desta data, sendo a Missa (que, aliás, também não aconteceu hoje), um complemento das comemorações. Se for falta de recurso, que se venda a mesa de 80 mil reais!

Nós repudiamos essa falta de sensibilidade do Poder Majoritário com questões da relevância e grandiosidade que se deveria ser tratado o ícone da nossa história, Vitalino. Talvez Paris, na França, do outro lado do Oceano Atlântico, esteja mais “preocupado” com sua imortalidade, com suas obras expostas no museu do Louvre. Sem dúvida, o Mestre ceramista se revirou do túmulo por esta falta de prestígio de sua terra. Todos querendo homenagear o Rei do Barro, menos Zé Queiroz que está em Tamandaré.

Frente Jovem de Oposição de Caruaru
(JPSDB, JDEM, JPPS e JPMDB)


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro