18 de março de 2013 às 10h55min - Por Mário Flávio

20130318-005810.jpg

Fazer da bicicleta cada vez mais uma alternativa real de transporte nos grandes centros urbanos. Com este intuito, o governador Eduardo Campos promoveu, neste domingo (17), o II Passeio Ciclístico Pedala PE, onde anunciou medidas de incentivo e valorização ao uso da bike. Entre elas, a abertura da licitação para contratação da empresa que ficará à frente do serviço de aluguel de mais de 700 bicicletas nas cidades do Recife, Jaboatão dos Guararapes e Olinda, além de assinar a Ordem de Serviço para início da elaboração do Plano Diretor Cicloviário Metropolitano para os próximos 10 anos.

O aluguel das bicicletas funcionará com cadastro online e pagamento mensal de R$ 10 ou R$ 5 por dia. No entanto, para os usuários do VEM (Estudantil ou Trabalhador) a adesão será através de pagamento único de R$ 10 no ato da contratação, permanecendo vigente gratuitamente. “Será a primeira vez que os usuários do transporte público terão o direito de usar gratuitamente esse serviço de uso de bicicletas. E, assim, vamos legando para as próximas décadas uma cidade mais sustentável e equilibrada”, pontuou Eduardo.

Para o governador, as medidas são “sinal de um outro tempo em que as calçadas, as ciclovias e o transporte público de passageiros serão tratados de maneira prioritária”. “É um programa que surge do debate com a sociedade, da necessidade de termos um olhar para a mobilidade e que enxergue a bicicleta como um meio importante de transporte. Estamos lançamos um Plano Diretor de ciclovias da Região Metropolitana, que passa por pesquisa de origem-destino e, sobretudo, pela construção de um modelo integrado com o transporte público de passageiros”, explicou Eduardo, que ao final do seu discurso, pediu um aplauso a todos que militam nesta causa.

A homologação do resultado do processo licitatório acontecerá no dia 11 de maio. Com isso, o Governo do Estado espera que o serviço de aluguel das bicicletas já esteja funcionando ainda no primeiro semestre. Para manter o serviço, será preciso a instalação de 70 novas estações para o aluguel das bicicletas. Cada estação terá dez bikes. Já o Plano Diretor Cicloviário (PDC) deve ficar pronto em oito meses e vai nortear as políticas públicas de infraestrutura cicloviária, possibilitando traçar diretrizes que reordenem o trânsito para que motoristas e ciclistas dividam os espaços de forma pacífica e de respeito mútuo. O investimento do PDC será de R$ 630 mil.

PEDALA PE – O Governo do Estado lançou o Pedala PE em agosto de 2012. A iniciativa tem medidas que vão desde a criação de novas ciclovias e integração dos modais a elaboração do Plano Diretor Cicloviário e incentivo fiscal para fábricas de bicicletas que pretendam se instalar no estado. Uma das principais propostas do Pedala PE é ampliar a malha cicloviária do Estado, passando de 70,3 quilômetros para mais de 100 quilômetros. Uma das avenidas que vai ganhar ciclovias é a Agamenon Magalhães. Elas serão integradas ao projeto do corredor Norte-Sul.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro