5 de outubro de 2012 às 15h17min - Por Mário Flávio

A assessoria de comunicação da Coligação Caruaru com a Força do Brasil, que apoia a candidatura de Zé Queiroz (PDT), emitiu nota em que refuta as alegações feitas mais cedo, nesta sexta-feira (05) pela coligação Caruaru em Boas Mãos, da candidata Miriam Lacerda (DEM), sobre os fatos relacionados à apreensão de panfletos apócrifos no ônibus da Onda Jovem, militância da candidata. De acordo com a oposição, os panfletos encontrados no veículo teriam sido colocados lá criminosamente. Além disso, a coordenação de campanha da candidata alega que a porta do ônibus teria sido arrombada.

No contexto

Coligação de Miriam diz que panfletos foram colocados de forma criminosa no ônibus da Onda Jovem

Segue a nota

Na manhã desta sexta-feira todos os caruaruenses foram surpreendidos com os argumentos absolutamente infundados da candidatura de Miriam Lacerda. No final da tarde de ontem, a coligação da candidata teve seu ônibus oficial apreendido pela Polícia Militar e encaminhado à Polícia Federal por conter panfletos irregulares, fazendo campanha contra o candidato Zé Queiroz (PDT). A apreensão, determinada pela Justiça Eleitoral, aconteceu numa via pública e teve como comandante o tenente da PM, Flávio Carvalho. Foi lavrado um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e todas as provas encaminhadas à PF, que está investigando o caso. 
 
Como os próprios policiais presentes ao local puderam atestar, não houve arrombamento do veículo, que estava intacto na hora da chegada da viatura. A porta do ônibus, aliás, foi aberta com ordem da PM, para que os policiais tivessem acesso ao veículo. O oficial responsável pela operação entrou no ônibus de Miriam acompanhado por um representante da campanha da candidata e outro da Frente Popular. Centenas de panfletos sem CNPJ, nome da coligação ou tiragem, estavam no interior do ônibus da campanha de Miriam. Estes mesmos panfletos apócrifos foram distribuídos durante todo o dia de ontem pelas principais ruas do centro de Caruaru.
 
Depois de todos os fatos ocorridos e registrados não apenas pela Polícia, mas pela imprensa de Caruaru que estava presente na hora da apreensão, a campanha de Miriam agora tenta confundir a opinião pública. A Frente Popular lamenta que ainda se tente fazer política desta maneira e aguarda a apuração da Polícia Federal.  
Coligação Caruaru com a Força do Brasil

Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro