9 de fevereiro de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

Foi ao som dos batuques de dez nações de maracatu e uma queima de fogos que o festejo de momo teve início na capital pernambucana, nesta sexta-feira (08). Festa que contou com a presença do governador Eduardo Campos e da primeira-dama, Renata Campos, que subiram ao palco do Marco Zero ao lado do prefeito do Recife, Geraldo Julio, e da primeira-dama da cidade, Cristina Melo, para declarar “aberto” o Carnaval 2013. Na ocasião, Eduardo aproveitou a festa para entregar ao percussionista Naná Vasconcelos, homenageado do Carnaval do Recife deste ano, a maior comenda concedida pelo Estado: a Medalha da Ordem do Mérito dos Guararapes no grau Grã-Cruz.

Em rápidas palavras diante de centenas de foliões e das Nações de Maracatu conduzidas por Naná, Eduardo destacou a capacidade do percussionista de fazer o bem e de se preocupar com os mais pobres. “Todos sabemos o que esse homem do povo fez pela nossa cultura. É na sala de visitas da sua casa, que é esse Marco Zero, que você emociona e forma gerações”, afirmou o governador. Eduardo e Renata fizeram questão reverenciar os dois homenageados do Carnaval do Recife deste ano: o fotógrafo Alcir Lacerda e o próprio Naná Vasconcelos. O governador e a primeira-dama, inclusive, tinham estampados em suas roupas desenhos dos homenageados, pintadas pelas mãos do artista plástico Marcelo Peregrino. “A Prefeitura do fez uma justa homenagem a um homem que fotografou gerações em momentos tão bonitos e duros da vida da cidade e do Estado”, parabenizou Eduardo.

Além da Capital pernambucana, Eduardo também prestigiará outros polos dos festejos de Momo no Estado. “Sem dúvida, vamos fazer um Carnaval bonito e diverso”, disse, comemorando ainda a procura pelo Estado do Sertão à Capital nesse Carnaval. “Todos os hotéis estão lotados”, destacou.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro