4 de janeiro de 2013 às 16h55min - Por Mário Flávio

Presidida pelo governador Eduardo Campos, foi realizada nesta sexta (04) a cerimônia que deu posse a 527 novos diretores da Rede Estadual de Ensino. A seleção dos novos gestores obedeceu a critérios e procedimentos estabelecidos pelo Programa de Formação Continuada de Pernambuco (Progepe), do qual faz parte a consulta junto à comunidade escolar e a experiência curricular do professor.

Representando todos os gestores selecionados, o professor Ademir Rafael da Silva foi o eleito para fazer o discurso de agradecimento. “Com essa iniciativa, o senhor privilegiou o mérito a qualquer outra forma de avaliação que não contemplasse a competência do gestor. Isso nos dá a confiança de que podemos fazer mais e melhor. Os melhores dias da educação estão por vir, e começa hoje aqui!”, bradou o novo diretor da Escola Estadual Jornalista Manoel Amaral, de Lajedo, no Agreste pernambucano.

Animado, Eduardo fez um discurso com mais de 40 minutos para o público que lotava o Teatro Guararapes, no Centro de Convenções. “Porque se na escola quem gere é o último a chegar, privilegia e apadrinha quem não trabalha; se não cuida de quem está precisando; se quer ser chefe e não líder, essa escola não vai ter resultado”, exemplificou, para emendar em seguida: “Não podemos vacilar com esses valores, senão estaremos tão atrasados como as antigas oligarquias”, asseverou o governador, citando, inclusive, duas premiações conferidas pela ONU na área de gestão pública ao Governo de Pernambuco.

O programa de seleção dos 527 novos diretores foi organizado em três fases e incluiu a qualificação dos professores. Ao todo, seis mil docentes participaram do curso de capacitação, quando houve a avaliação do conhecimento de cada um sobre gestão escolar. Desses, 3,5 mil foram certificados e, em seguida, submetidos à consulta da comunidade escolar (formada por estudantes maiores de 14 anos, pais e servidores integrantes do Magistério Público Estadual). Os três candidatos mais bem votados integraram uma lista tríplice das 527 escolas estaduais encaminhada ao governador, que tomou a decisão pela nomeação dos primeiros lugares de cada uma delas.

Secretário de Educação, Ricardo Dantas garantiu que o trabalho continuado com esses gestores não para por aí. Ele se disse confiante na iniciativa de seleção e acredita que ela dará unidade à qualidade do gestor. “Estamos garantindo a uniformidade de nossa ação dentro de um projeto de melhoria contínua da educação em Pernambuco, tanto que todos (novos diretores) estão inscritos em cursos de pós-graduação em gestão”, informou. Além dos 527 gestores que participaram do processo do Progepe, 68 diretores de EREMs foram reconduzidos aos seus respectivos cargos.

EREM

Na ocasião, Eduardo também assinou um decreto criando 83 novas Escolas de Referência em Ensino Médio (EREM), das quais 43 serão adequadas e estarão funcionando ainda este ano e as 40 restantes até 2014. “Estamos cumprindo o nosso Programa de Governo que era chegar a 2014 com a meta de 300 escolas de referência e 80% do nosso efetivo de alunos do ensino médio estudando em tempo integral ou semi-integral”, garantiu o governador. Hoje, são 217 EREM espalhadas por todos os municípios pernambucanos. As novas unidades educacionais irão beneficiar as cidades com maior índice populacional.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro