22 de dezembro de 2012 às 09h25min - Por Mário Flávio

Com informações do JC

Após colocar panos mornos sobre o desejo de renovar imediatamente o comando do partido, a cúpula estadual do PMDB aposta todas as fichas na executiva eleita formada por peemedebistas com mandato ou com capital eleitoral. Como era esperado, o advogado Dorany Sampaio foi reconduzido à presidência pela 13ª vez. Na convenção dessa sexta-feira, o quórum mínimo (25%) para referendar a eleição foi ultrapassado com uma votação expressiva: 96 de um total de 144 aptos a votar.

Logo abaixo da presidência, estão os postos de secretário-geral do partido, que continua com o deputado federal Raul Henry, e de adjunto, que passa a ser ocupado por Júlio Lossio, prefeito reeleito de Petrolina. Os dois representam duas tendências do partido: de um lado está Henry, um dos responsáveis por intermediar a aproximação do senador Jarbas Vasconcelos do governador Eduardo Campos (PSB); do outro Lossio, que derrotou o grupo político do governador na principal cidade do São Francisco.

Para evitar desgaste e por respeito a Dorany Sampaio, a tentativa de oxigenar o PMDB passará por uma executiva mais robusta, do ponto de vista político e eleitoral. A lista de novos dirigentes inclui os vereadores do Recife, André Ferreira e Jayme Asfora, e da candidata derrotada na eleição para Prefeitura de Olinda, Izabel Urquisa, além do futuro secretário de Finanças do Recife, Roberto Pandolfi. Na opinião do senador Jarbas Vasconcelos, essa configuração foi a mais acertada. “É normal que haja essas disputas internas. Mas no final se optou pela paz”, disse.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro