4 de abril de 2012 às 16h31min - Por Mário Flávio

Em entrevista ao programa Conteúdo, na Rádio Caruaru FM, na segunda-feira (02), o prefeito de Caruaru, Zé Queiroz (PDT), disse que não haveria constrangimento algum em trazer o PSDB para a Frente Popular, bem como disse que respeita a atuação do tucano Diogo Cantarelli como vereador e que reconhece a postulação dele como pré-candidato a prefeito no município. Essas declarações, sob análise do próprio Diogo, serviram para mostrar que Queiroz sente necessidade de ter seu apoio no palanque da Frente Popular.

“O prefeito sabe do meu respaldo na atuação como vereador durante este mandato e sabe também que a oposição está realizando seu trabalho em verificar as várias falhas desta gestão atual. Na verdade, eu acredito que o prefeito demonstre publicamente esse diálogo aberto para que eu faça parte do palanque dele justamente para salvar essa administração municipal desastrosa, nós representamos justamente a novidade, o discurso que se separa dos grupos tradicionais e isso é importante para repensar o desenvolvimento de Caruaru”, respondeu Diogo.

Por enquanto, Diogo Cantarelli tem o apoio já adiantado do deputado federal Bruno Araújo e no fim de semana passado recebeu uma sinalização positiva do presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, sobre a pré-candidatura tucana em Caruaru. No entanto, é preciso refletir se Diogo teria condições de sustentar, politica e financeiramente, uma candidatura, em busca de obter um impacto significativo enquanto “terceira via” na cidade. E de acordo com o próprio prefeito Zé Queiroz, ainda durante entrevista na segunda-feira, uma candidatura de Diogo seria bem mais negativa para o bloco de oposição do qual fazem parte Tony Gel e Miriam; tendo em vista que o vôo solo do tucano representaria mais um racha do que propriamente um discurso novo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro