28 de agosto de 2013 às 08h25min - Por Mário Flávio

Policiais2

Na reunião da Assembleia Legislativa de Pernambuco dessa terça-feira (27), policiais federais compareceram vestidos de preto como forma de protesto. Os agentes pedem o fim do assédio moral na instituição e melhorias nas condições de trabalho e modernização das investigações. O Sindicato dos Policiais Federais de Pernambuco exige a reestruturação dos cargos de escrivães, papiloscopistas e agentes federais. Os deputados Antonio Morais (PSDB) e Tony Gel (DEM) se pronunciaram na tribuna a favor das bandeiras da categoria.

Para Moraes, a situação de descaso em relação à instituição fez com que cerca de 30% dos policiais migrassem para outros órgãos, e outra parte se encontra afastada por licença médica. O parlamentar salientou que a maioria dos afastamentos é por questões psiquiátricas e também lembrou o número de suicídios entre os policiais, que está acima da média. O deputado afirmou ainda que a crise da Polícia Federal em Pernambuco comprometeu o combate ao tráfico de drogas e ao crime organizado.

Já Tony Gel destacou que mesmo com dificuldades, os agentes executam suas funções com responsabilidade. O democrata aproveitou também para registrar que durante seu mandato à frente da prefeitura de Caruaru, o município conquistou uma Delegacia da Polícia Federal. “Fui pessoalmente até o secretário de Defesa Social, Wilson Damázio e lutamos pela unidade, o que demonstra nosso respeito pela categoria”, afirmou.

Terezinha Nunes, Daniel Coelho, Betinho Gomes, estes do PSDB, Sérgio Leite e Odacy Amorim, do PT, Raquel Lyra e Sebastião Rufino, do PSB, Eriberto Medeiros (PTC) e Sílvio Costa Filho (PTB) também se mostraram solidários às reivindicações dos agentes.

Foto: ASCOM Tony Gel


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro