25 de janeiro de 2021 às 05h54min - Por Mário Flávio

A Delegada Patrícia e o Presidente da ONG Fiscaliza Brasil, Thiago Lira, deram entrada, no sábado, em um Mandado de Segurança pra determinar que o Estado de Pernambuco e a Prefeitura do Recife sejam obrigados a fornecer listagem das pessoas já vacinadas e comprovação de que estas faziam parte do grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização. A Delegada e Thiago também solicitaram na ação informações acerca da logística de distribuição do imunizante CORONAVAC.

A ação judicial visa dar transparência ao processo de vacinação, já que em Pernambuco foram noticiados diversos casos de suspeitas de pessoas “furando a fila” da vacinação, além da reserva de vacinas pra indígenas, moradores de terras indígenas, no Recife, onde, segundo a FUNDAJ, não existe nenhuma área considerada terra indígena.

A Delegada disse estar de olho e fiscalizando todos atos da nova gestão da Prefeitura do Recife, para evitar que fatos graves, como a compra de respiradores testados apenas em porcos, se repita. “A população da nossa cidade e Estado deve ser tratada com responsabilidade e respeito. Nós vamos manter nosso trabalho de fiscalização para impedir que o povo pague a conta do mau uso da máquina pública”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro