8 de agosto de 2012 às 14h40min - Por Mário Flávio

O projeto que estabelece cotas de 50% para ingresso de alunos de escolas públicas em universidades federais foi aprovado nesta terça-feira (07) no Senado. O projeto reserva metade das vagas em universidades e escolas técnicas federais para alunos que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas. Além disso, dentro dos 50% devem ser designadas vagas para negros, pardos e índios, com base na proporção destes grupos em cada estado, segundo os dados do último censo do IBGE. A proposta prevê ainda que metade das vagas deverá ser destinada a estudantes de famílias com baixa renda. E o governo deverá promover, no prazo de dez anos, a revisão do programa de cotas. As universidades terão o prazo de quatro anos, a partir da publicação da lei, para fazer a mudança.  No Senado, o projeto teve apenas um voto contra e agora vai para sanção presidencial.

No entanto, a equipe do blog quer saber de vocês internautas, se concordam com a implantação das cotas nas universidades. Defensores do projeto defendem que se trata de uma forma garantir o acesso à educação de qualidade para milhões de brasileiros que se encontram em realidades financeiras desfavorecidaes. Quem se diz contrário, afirma que o texto do projeto fere a autonomia de gestão das universidades, ao propor um modelo único de cotas, e defende também que é preciso adotar um critério de proficiência, pelo qual os alunos que ingressem nas instituições tenham notas altas.

Com o que você concorda? Acredita que isso concederia mais oportunidades para jovens que planejam ingressar em instituições públicas em Pernambuco? Opine nos comentários.

Sistema de cotas vai à sanção presidencial e obteve apenas um voto contra no Senado – Crédito: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Abr


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro