14 de fevereiro de 2012 às 11h23min - Por Mário Flávio

A presidenta do Conselho Gestor do HRA, Silvia Viviane, esteve no programa Show da Cidade, veiculado todos os dias na Rádio Liberdade AM. Durante uma hora de entrevista ela aumentou as críticas contra a direção do Hospital Regional do Agreste. Segundo a presidenta, desde o início da criação do órgão, que a direção do HRA dificulta a atividade do mesmo. “Na época, a doutora Aparecida Souza, não foi a favor da criação e sempre tivemos muita dificuldade. Para se ter uma ideia, faz mais de um ano que o Conselho está ativo e não temos nem uma sala para funcionar. O tratamento dado pelo diretor José Bezerra Bodocó é o mesmo”, disse.

Ainda de acordo a gestora, já houve situações de constrangimento. “No último dia 2 tivemos uma reunião que pegou fogo e houve muito debate. A direção da unidade determinou que o Conselho fosse monitorado nas visitas pelo chefe da vigilância. Fiquei indignada, mas não aceitamos e explicamos as razões. O Conselho é autônomo e não pode ser vigiado, estamos realizando o nosso trabalho”, explanou.

A denúncia mais grave diz respeito a visita do defensor público feita na semana passada. Segundo Viviane, como a visita estava agendada, a situação foi manipulada. “No momento da visita do defensor público houve uma maquiagem na situação. Todo o funcionamento estava perfeito, aquela não é a realidade existente no Hospital Regional do Agreste”.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro