20 de dezembro de 2012 às 11h25min - Por Mário Flávio

Embora os vereadores da Comissão de Legislação e Redação de Leis em Caruaru já tenham adiantado que a votação do projeto de criação do Conselho do Orçamento Participativo deverá não entrar em votação na última sessão do ano da Câmara Municipal, nesta quinta-feira à noite (20), o prefeito Zé Queiroz (PDT) explicou ao Blog do Mário Flávio que o planejamento da gestão a partir de 2013 é colocar o projeto em exercício ainda no primeiro semestre de 2013.

No contexto

Projeto do Orçamento Participativo só entra na pauta da Câmara em 2013

“O orçamento participativo já é uma realidade em Caruaru, houve as plenárias, foi feita a seleção de obras, o orçamento foi incluído nas leis de diretrizes orçamentárias e na LOA. O complemento que posso fazer é que o Orçamento será exercitado no primeiro semestre. E evidente, com os mecanismos de ampliação, ele está iniciado e vai se ampliar, vai continuar essa ação participação popular na cidade”, explicou Queiroz.

Os membros da Comissão de Legislação e Redação de Leis, Rogério Meneses (PT), Diogo Cantarelli (PSDB) e Bruno Lambreta (PSD), decidiram que seria melhor retirar o projeto de pauta para que alguns pontos fossem modificados, o que teria sido acordado com o secretário de Administração e Gestão de Pessoas, Antônio Ademildo. Entre as observações feitas pelos vereadores, estava a reclamação de que a divisão da cidade em subregiões temáticas que serão atendidas no Orçamento Participativo não teria ficado bem definida. Para a secretária da inédita pasta de Participação Social, Louise Caroline, mesmo com o projeto ficando de fora da votação deste ano, será possível analisar e discutir todas as mudanças que forem necessárias no projeto. Pelo calendário de execução do OP em Caruaru, resta a tramitação do projeto do Conselho Câmara na reta final do ano, e depois há previsão para que em fevereiro de 2013 seja deliberado o plano de investimento nos fóruns regionais.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro