28 de junho de 2013 às 18h25min - Por Mário Flávio

foto reunião equipe-001

Em meio aos problemas internos que o movimento caruaruense “Não é só pelos centavos” evidenciou desde a reunião com a Secretaria de Participação Social, o prefeito Zé Queiroz (PDT) se reuniu com integrantes do governo, nesta sexta (28), para analisar a pauta inicial apresentada pelos representantes dos protestos em Caruaru e debater as propostas que serão apresentadas aos integrantes das manifestações. O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) também contribuiu com o debate.

No contexto

Após reunião, manifestantes devem definem reivindicações e vão se reunir com Zé Queiroz semana que vem

Alegando partidarização do movimento, grupo não faz mais parte do “Não só pelos Centavos”

Opinião – Nota de esclarecimento – por John Silva

O documento preliminar com as reivindicações foi entregue ontem, (27), à Secretária de Participação Social Louise Caroline durante reunião com membros dos protestos. A Prefeitura de Caruaru está aguardando a relação com os nomes dos integrantes que formarão a comissão que será recebida pelo prefeito bem como os ajustes finais na pauta apresentada para, em seguida, marcar a data do encontro.

As 8 reivindicações apresentadas oficialmente pelo movimento são: construção imediata de Terminais de Integração interligando os bairros e pontos mais distantes da cidade; aplicação da Lei Federal existente que concede gratuidade no transporte coletivo aos maiores de 60 anos; dar livre acesso aos projetos públicos através da mídia escrita e televisiva; Entrega das obras municipais atrasadas e conclusão do Hospital São Sebastião; Respeito aos direitos dos professores, para garantir melhores condições de trabalho e, também, melhora da educação, imediatamente, no município; melhora da infraestrutura urbana; melhora na segurança pública, principalmente em regiões periféricas e na zona rural; diminuição da burocracia para a implantação de microempresas na nossa cidade.

No entanto, mais cedo, parte dos manifestantes do Movimento decidiu se desligar da mobilização porque não concordava com a forma como as reivindicações foram definidas. Em nota oficial, um grupo dele chegou a destacar que estaria havendo influências de membros de partidos políticos na elaboração desses temas.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro