24 de novembro de 2012 às 11h25min - Por Mário Flávio

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, condenado pelo Supremo Tribunal Federal a 10 anos e 10 meses de prisão no processo do mensalão, iniciou uma agenda de viagens pelo Brasil para mobilizar bases petistas e movimentos sociais em sua defesa. Ainda à espera de que o PT se mobilize mais firmemente em seu favor, o deputado cassado quer recorrer a sindicatos e aos integrantes da legenda que o apoiam.

O objetivo é defender, se necessário independentemente do comando partidário, sua inocência no processo e denunciar o que considera caráter político da sua condenação. Defensores do ex-ministro avaliam que ele só deverá ser preso no fim do primeiro semestre de 2013, depois de esgotados e julgados todos os recursos possíveis. Enquanto não tiver uma resposta definitiva do Judiciário, que ainda não terminou o julgamento e deve publicar o acórdão só no ano que vem – o que permite que os advogados, a partir daí, entrem com recursos – e estiver livre, Dirceu quer percorrer o País – inicialmente, com atividades públicas no Rio de Janeiro e em São Paulo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro