30 de novembro de 2016 às 23h34min - Por Mário Flávio

wolney

O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) que representa Caruaru na Câmara dos Deputados se absteve da votação do pacote de medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público Federal. O projeto foi aprovado na madrugada desta terça-feira (30) por 450 votos a 1, diversos destaques (sugestões de mudança ao texto) foram apresentados e aprovadas pelos deputados, desfigurando o projeto original.

O texto original do pacote anticorrupção tinha dez medidas e foi apresentado pelo Ministério Público Federal com o apoio de mais de 2 milhões de assinaturas de cidadãos. O blog Política de AaZ entrou em contato com o caruaruense, que explicou a abstenção. “Exceto o item do “abuso de autoridade” – que embora concorde com a tese – eu achei inoportuno votar nesse momento, todas os outros destaques eu votei com o PDT”, disse. 

PERNAMBUCO – Saiba como cada deputado votou em relação ao abuso de autoridade. Uma das propostas mais polêmicas, o destaque apresentado pelo PDT, partido de Wolney, cria a punição para juízes e membros do Ministério Público Federal por abuso de autoridade. A medida vem sendo alvo de críticas de várias entidades Brasil a fora.

A proposição foi aprovada por 313 votos a favor, 132 contra e cinco abstenções, entre elas a de Wolney. Abaixo a votação dos 22 pernambucanos que participaram da votação:

Votaram a favor: Augusto Coutinho (SD); Ricardo Teobaldo (PTN); Silvio Costa (PTdoB); Adalberto Cavalcanti; Jorge Côrte Real; e Zeca Cavalcanti, todos do PTB; Jarbas Vasconcelos e Kaio Maniçoba, ambos do PMDB; Creuza Pereira; Danilo Cabral; João Fernando Coutinho; Marinaldo Rosendo e Tadeu Alencar, todos do PSB; Eduardo da Fonte e Fernando Monteiro, ambos do PP; e Carlos Eduardo Cadoca (PDT).

Votaram contra: André de Paula (PSD); Severino Ninho (PSB); Betinho Gomes (PSDB); e Daniel Coelho PSDB. 

Wolney Queiroz se absteve.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro