11 de julho de 2012 às 15h44min - Por Mário Flávio

O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) tirou um tempo em sua agenda para falar da confusão do PMDB em Caruaru e foi categórico em dizer que apenas a presidência de Reginaldo França realizou convenção municipal no dia 30 de junho e que isso é argumento suficiente para manter o partido coligado à Frente Popular. Fora isso, ele diz que a presidência do partido se manter com Severino Soares, Bibiu, não interferiria na adesão do PMDB à base do governo, já que ele argumenta que a convenção foi um ato jurídico perfeito. Os governistas também estão confiantes porque afirmam que conseguiram 2 mandados de segurança que lhes favorecem na adesão do partido.

No contexto

Governistas dizem que PMDB pode voltar para a base

Advogado de Reginaldo França diz que processo do PMDB deve ser julgado em colegiado

Dorany Sampaio diz que PMDB em Caruaru fica com Miriam Lacerda

Após decisão de desembargador, PMDB volta para base da oposição

“Nos dias seguintes à convenção do dia 30 de junho, houve modificações judiciais que estão sendo debatidas e disputadas, com relação à presidência do partido, mas o fato da convenção realizada por Reginaldo França não pode ser modificado por ninguém. Não pode ser alterado pela direção estadual, nem nacional do partido, também não pode ser alterado pelo Tribunal de Justiça, nem mesmo pelo Supremo Tribunal Federal. Não há como se inventar uma nova convenção para coligar com a oposição. Só houve a nossa convenção. Agora estamos tentando apenas trazer o PMDB de volta para a presidência de Reginaldo França. Mas, se isso não acontecer, não há nenhum problema, a presidência pode ficar com quem quer que seja, mas o partido já celebrou coligação com a Frente Popular”, explicou o deputado, refutando os argumentos da frente de oposição.

Wolney reiterou também que os governistas não trabalham com a hipótese de que a oposição possa manter o PMDB coligado. “O que existe de fato, de concreto e resolvido, é que no dia 30 de junho o PMDB estava oficialmente sob o comando de Reginaldo França, nesse dia a convenção que poderia ser realizada era a do presidente legal e foi essa que ocorreu, sendo um ato jurídico perfeito. Essa convenção foi acompanhada por uma oficiala de justiça enviada pelo TJPE. Ela circunstanciou tudo isso na ata do PMDB. Ela chegou ao local da convenção às 7h e 40min, 20 minutos antes do prazo de realização de convenção do PMDB. O partido celebrou o apoio ao candidato à reeleição, o prefeito José Queiroz, portanto o partido faz parte da coligação Caruaru com a Força do Brasil”, salientou o deputado.


Comentários



...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro