29 de dezembro de 2011 às 08h55min - Por Mário Flávio

Nos vídeos de inserção regional do Democratas, veiculados nesta semana, um argumento dos oposicionistas à gestão Zé Queiroz chamou atenção: os vídeos apresentam afirmações de que em Caruaru os índices de dengue seriam muito altos. No entanto, os comerciais parecem ter sido elaborados bem antes de a prefeitura divulgar os dados que comprovam a queda significativa no número de casos de dengue em Caruaru.

Especificamente, na inserção televisiva de Miriam Lacerda, o vídeo começa expondo ruas com focos de água parada e declarações de que os números de caso de dengue estariam preocupando a população. Isso vai na contramão do balanço de casos de dengue que a prefeitura divulgou recentemente. Pelo relatório apresentado pelo Departamento de Vetores, foi verificada a queda do índice de infestação predial de 6,2%, no começo do ano, para 2,4% agora em dezembro. A prefeitura também divulgou que o resultado de 2011 é o melhor dentre os últimos 10 anos no município, em casos de dengue confirmados. Também foi apresentado que o resultado de 2011 é o melhor dentre os últimos 10 anos no município, em casos de dengue confirmados. O pior número ocorreu em 2002 quando foram confirmados 3587 casos e, em 2007, com 1967 casos e cinco mortes, sendo três pela forma hemorrágica da doença. Além disso, o Ministério da Saúde havia divulgado que Caruaru está fora do surto de casos de dengue.

De acordo com o deputado estadual Tony Gel, no entanto, o material exibido na TV está atual. “Nós não estamos confiando nessas informações, isso porque atualmente vivemos um período de poucas chuvas, em que não há formação de novos focos e acreditamos que o trabalho da dengue no município não é feito com regularidade, mas este é um trabalho que deve ser contínuo e acredito que nas próximas chuvas há risco de que ocorram novas infestações”, argumentou.

 


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro