3 de fevereiro de 2013 às 11h28min - Por Mário Flávio

20130203-112926.jpg

O PTB já trabalha com a certeza que o senador Armando Monteiro Neto será o candidato do partido a eleição para governador em 2014. O empresário já declara abertamente que tem a intenção de ser candidato, independente do apoio do governador Eduardo Campos (PSB), que deve deixar o governo em abril de 2014 para disputar a eleição para o senado ou presidência da República. Com a definição da candidatura de Armando, outra situação a ser resolvida é o nome para ser o vice.

O nome será de Caruaru, devido a força política que a cidade representa hoje no cenário estadual. A proposta pode ser feita para um representante do PSB, que abriria mão da disputa e indicaria Laura Gomes ou Raquel Lyra. No entanto a hipótese é pouco provável, já que os socialistas devem ter candidato próprio, a ser definido nos próximos meses. A segunda opção seria o PDT, um dos partidos com mais afinidade com Armando Monteiro.

Nesse caso o nome a ser escolhido seria o do deputado federal Wolney Queiroz. O problema é que o pedetista não quer deixar a Câmara Federal. A outra opção poderia vir do PSD, com a indicação podendo ficar com o ex-vereador Adolfo José ou com o médico e vereador Dr. Demóstenes. Ambos têm boa aceitação junto ao eleitorado e deixariam a chapa leve. Num caso de uma união mais ampla a vice poderia ser mesmo até do DEM, com a indicação de Tony Gel ou Miriam Lacerda, mas essa situação é pouco provável, já que o principal aliado e suplente de Armando no Senado, Douglas Cintra, atua em campos opostos aos dos democratas.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro