14 de novembro de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

A tática da oposição na sessão da última terça-feira era questionar o líder do governo na Casa, vereador Ricardo Liberato (PSC), que acumula um cargo na Assembleia Legislativa. Os oposicionistas iriam indagar como era possível ele dar expediente na Câmara e Assembleia todos os dias.

No entanto, após pedido de colegas de situação e da própria oposição, houve o recuo de alguns edis, que estavam com munição pesada para criticar o líder do governo. Como não tinha mais assunto, a oposição focou as críticas no Aterro Sanitário e Casa de Saúde Bom Jesus.

Um assunto tão polêmico e importante como questionar o vereador sobre a dupla jornada ficou sem ser abordado e prevaleceu o velho corporativismo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro