5 de dezembro de 2013 às 22h18min - Por Mário Flávio

20131205-221812.jpg

Após muita discussão os vereadores de oposição, Evandro Silva (PMDB) e Louro do Juá (PS), pediram vistas aos projetos que iriam ser votados na noite dessa quinta-feira (05). Projetos como a Reforma Administrativa e o empréstimo junto ao BNDES não foram a votação, como queriam os edis da base do governo. A confusão começou por causa da situação, em relação à criação oficialmente da secretaria de Participação Social, uma vez que, alguns governistas queriam retirar a pasta do projeto de Reforma Administrativa.

No entanto, após muitas conversas nos bastidores, a oposição não aceitou a maneira como alguns vereadores da base estariam negociando para votar a favor ou contra a criação dessa secretaria. Os oposicionistas aproveitaram um cochilo da situação, que poderia pedir a dispensa de interstício, e anteciparam o pedido de vistas.

Com a situação, a votação foi adiada para a próxima terça-feira. “O fusca mais uma vez venceu a locomotiva, mas fica a lição para o governo. Quando sua excelência voltar das férias vai ter todos os projetos aprovados, como ele queria. Mas peço aqui que haja diálogo, que as coisas não sejam mais do jeito que foram, tudo de goela abaixo. Os vereadores de situação só estão sendo valorizados por causa da oposição, mas isso termina hoje. Negociem do jeito que quiserem, mas só estão sendo valorizados por nossa causa”, disse Evandro.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro