26 de janeiro de 2012 às 09h53min - Por Mário Flávio

A decisão estadual de primeira instância que devolveu a presidência do PMDB para a base do governo em Caruaru, através do recém nomeado assessor especial da prefeitura, Reginaldo França, está causando muitas discussões nos bastidores políticos nesta quinta-feira (26).

Como é o caso dos presidente da Câmara Municipal, Lícius Cavalcanti (PCdoB) e o vereador Diogo Cantarelli (PSDB), que durante a manhã fizeram rápidas considerações sobre a situação do PMDB. “É muito delicada essa questão, acredito que ainda haja condições do partido voltar para a oposição, tendo em vista a articulação de Adjar com a executiva estadual do partido”, citou Lícius. No entanto, o tucano Diogo também comentou a manobra da base governista. “Mas, eu acredito que a situação agora esteja mais complicada para a oposição, pois foi uma liminar de primeira instância”, retrucou.

Presidente do PMDB da cidade até ontem (26), Adjar Soares já disse ao blog que vai recorrer da decisão judicial, pois ele julga que se tratou de uma ação de Reginaldo contra a Executiva Estadual, sem relação com o diretório municipal.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro