16 de janeiro de 2014 às 05h06min - Por Mário Flávio

20140116-050548.jpg

Os vereadores de Caruaru presos na Operação Ponto Final irão prestar esclarecimentos a partir de hoje ao Ministério Público de Pernambuco. As escutas fazem parte da estratégia do MPPE para abrir o processo de improbidade administrativa contra os edis que estão sendo investigados pelos crimes de concussão, organização criminosa e corrupção passiva. O grupo foi dividido em dois blocos.

Irão ser ouvidos na tarde de hoje os vereadores Eduardo Cantarelli (SDD), Jadiel Nascimento (PROS), Jajá (PPS) e Louro do Juá (SDD). Na sexta-feira será a vez de Sivaldo Oliveira (PP), Val das Rendeiras (Pros), Cecílio Pedro (PTB) e Val (DEM). Ainda não foi marcada a data em que Neto (PMN) e Evandro Silva (PMDB) irão ser ouvidos. Todos foram presos durante a Operação Ponto Final, desencadeada em 18 de dezembro do ano passado pela Polícia Civil por causa das denúncias. Eles foram flagrados em gravações feitas com autorização da Justiça cobrando suposta propina para votar empréstimo junto ao BNDES para a implantação do BRT (Bus Rapid Transit) na cidade, orçado em R$ 250 milhões. De acordo com a polícia, os suspeitos tentavam extorquir R$ 2 milhões.

O MPPE vem cobrando da Câmara a abertura do processo de cassação contra os 10 parlamentares e já recebeu as informações da Casa Jornalista José Carlos Florêncio sobre o andamento do processo. Os edis irão ser ouvidos pela promotora do patrimônio público Bianca Stella Barroso.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro