18 de janeiro de 2012 às 09h00min - Por Mário Flávio

Em paralelo à votação  do relatório de denúncias contra a prefeita Carmem Miriam, a vereadora Sheyla Dionízio (PMN), conseguiu aprovar solicitação para implantar uma sala de aula na cadeia pública de Agrestina. Segundo a vereadora, essa medida será eficaz para recuperar os detentos durante o período de reclusão. “Esse requerimento é importante porque funcionará como um instrumento para ressocializar os indivíduos na cadeia”.

Atualmente, a cadeia pública conta com 345,62 m², em um terreno doado pela Prefeitura ao Estado, no bairro da Cohab. O prédio tem seis celas, com capacidade para 30 detentos, além de salas para laborterapia atendimento jurídico, encontro conjugal, dormitório da guarda militar e uma cozinha.

Vereadora espera incentivar ressocialização de detentos


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro