22 de janeiro de 2013 às 10h25min - Por Mário Flávio

O estudo de viabilidade para plantio de milho da variedade superprecoce
gorutuba, solicitado pelo secretário de Agricultura e Reforma Agrária,
Ranilson Ramos, aos técnicos do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e Embrapa, para o cultivo inicial de 100 hectares para a obtenção de volumoso destinado à produção de silagem para alimentação animal, dentro do Projeto Bebedouro, em Petrolina, se mostrou inteiramente viável.

Os estudos, realizados em 3 hectares, apontaram uma produção média de 31,8 toneladas de massa verde por hectares, com plantas alcançando 1,77 metros. Embora a variedade seja recomendada para a produção de grãos, os dados de obtenção de biomassa, com 48 dias após a semeadura, são considerados adequados. Segundo a pesquisa, em condições irrigadas no Vale do São Francisco, a produção alcançou 38,7 toneladas/hectares. Segundo Ranilson Ramos, o plantio do milho gorutoba para a produção de volumoso deve ser
iniciado de imediato na região.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro