29 de janeiro de 2021 às 12h43min - Por Mário Flávio

A farmacêutica Johnson & Johnson anunciou nesta sexta-feira (29) que sua vacina experimental contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com sua subsidiária belga Janssen, tem eficácia global de 66%.

O anúncio era longamente aguardado em função do imunizante depender de apenas uma dose.

Além disso, o imunizante não depende de refrigeração em temperaturas muito baixas como a vacina da Pfizer, tornando a vacina um forte atrativo para países com deficiências de infraestrutura em transporte e armazenamento de fármacos.

A companhia anunciou que solicitará uso emergencial de sua fórmula à Food and Drug Administration (FDA), a reguladora dos Estados Unidos, na próxima semana. A expectativa é que a autorização seja concedida ainda no mês de fevereiro.

Os ensaios envolveram 44 mil voluntários em diferentes países. Os resultados, no entanto, apresentaram diferentes taxas de eficácia ao redor do globo. Nos Estados Unidos, por exemplo, os pesquisadores chegaram a um índice de 72%. Na América Latina, foi observada uma proteção de 66%. Na África do Sul, 57% de eficácia.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro