26 de fevereiro de 2014 às 22h41min - Por Mário Flávio

Uma pena as demissões hoje no Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Mas revela mais uma triste história para o jornal impresso, que caminha para o fim (algo lamentável para os amantes de jornalismo). A velocidade da informação deixa cada vez mais complicada a situação dos jornais, que têm que se desdobrar para buscar uma noticia diferente para o dia seguinte, já que o rádio, a TV, sites e blogs trazem o factual a cada minuto.

Lamento… Vim do impresso e sou amante dessa fascinante forma de passar a notícia para o leitor, mas o modelo atual desse periódico precisa ser revisto com urgência. Qual a fórmula? Eu não sei, no capital é assim, as empresas precisam ter lucro para sobreviver. É triste isso, lamentável e algo que nos parte o coração.

Recentemente tivemos baixas históricas no jornal impresso, como o fim do Jornal do Brasil e outros grandes da história que passaram a funcionar apenas com edições on line. Fazer jornal impresso (papel) é caro, o papel é importado, anunciantes estão cada vez mais escassos e ainda existe a dificuldade da tecnologia. Todas essas palavras para tentar explicar as demissões, mas o certo mesmo é que a situação dos impressos caminha para algo insustentável. Junto com o anúncio das demissões veio também a informação que assinaturas em várias cidades não mais ocorreram, apenas para que o jornal seja visto pela internet.

Aos amigos de batente a nossa solidariedade e que logo estejam empregados novamente. Alguns talvez busquem por abrir seu próprio negócio, o que pode ser o futuro da mídia independente. A todos boa sorte nesse momento difícil e triste para o jornalismo.

EM AÇÃO – O vice-governador João Lyra (PSB) não ficou com dor de cotovelo e bem fazendo biquinho por não ter sido o escolhido por Eduardo Campos para ser o candidato do PSB ao governo de Pernambuco. Ele esteve ontem em Brasília, onde participou de uma reunião para discutir a segurança da Copa do Mundo do Brasil. No encontro estiveram os ministros da Justiça, José Eduardo Cardoso, e da Casa Civil, Aluízio Mercadante. O mundial de futebol acontecerá entre junho e julho, período em que Lyra deve estar à frente do cargo de governador.

NO CARGO – A ida de João Lyra para esse encontro sepulta aquela teoria que ele iria desincompatibilizar para disputar um mandato de deputado federal em 2014. João não vai deixar passar a oportunidade de entrar para a história como o primeiro caruaruense a assumir o governo. O tempo de nove meses vai ser suficiente para ele mostrar trabalho.

APOIO? – A dobradinha entre Raquel Lyra e Wolney Queiroz é uma incógnita. Os dois grupos estão cada vez mais distantes e não existe diálogo entre ambos faz muito tempo. No lançamento do nome de Paulo Câmara o blog ouviu vários aliados que militam na Capital e todos garantem que a deputada vai dobrar com um candidato do PSB, provavelmente indicado pelo governador Eduardo Campos.

JARBAS – A disputa de Jarbas Vasconcelos para uma vaga na Câmara Federal é outra incógnita dessa eleição. Pessoas próximas ao senador garantem que ele não tem mais paciência e disposição para uma nova disputa. Caso desista do pleito, ele pode pedir votos, no Recife, para o nome indicado pelo grupo liderado por Tony Gel. Um reforço e tanto para que o grupo volte a ter um mandato em Brasília. Caso seja candidato a situação pode se inverter e Gel apresentar Jarbas como candidato dele a Federal em Caruaru.

SUPLENTE – É forte a especulação sobre um nome de Caruaru para a suplência de senador de Fernando Bezerra Coelho (PSB). O nome de Miriam Lacerda (PMDB) aparece com força e pode ser a indicação para que Caruaru seja contemplada na chapa majoritária. O nome de Miriam seria um pedido do próprio Jarbas Vasconcelos, já que ela foi vice dele na campanha ao governo de Pernambuco na eleição de 2010.

CARUARU – Pela atual conjuntura dificilmente a cidade de Caruaru será contemplada na majoritária na candidatura de Armando Monteiro Neto. No entanto, ele pode se licenciar no senado durante a campanha e Douglas Cintra assumir a vaga no senado. Essa estratégia pode ser usada para garantir que Caruaru estaria contemplada, de alguma maneira, na chapa. A conferir.

FORA DA DISPUTA – O presidente do PSDB de Caruaru, Raffiê Dellon, confirmou que deve mesmo desistir da ideia de sair candidato a deputado estadual. Em entrevista ao programa Conteúdo, ele garantiu que a meta é fortalecer o partido e dar musculatura a legenda na Capital do Agreste. O tucano confirmou a filiação do médico Paulo de Tarso a legenda e disse que deve apoiar um nome do partido para a disputa na Assembleia. Betinho Gomes é o mais cotado.

COMUT – O nome do presidente do Comut deve sair nessa quinta-feira (27). O Conselho Municipal de Transportes se reúne a partir de 14h, na sede da Autarquia de Defesa Social, Trânsito e Transportes (Destra). Além de escolher o novo presidente, a reunião vai ratificar o debate sobre o reajuste na tarifa do transporte coletivo de Caruaru. Todas as entidades já foram comunicadas e devem apresentar no início da reunião o nome dos componentes de cada chapa, que deverá ser composta por: presidente, vice-presidente, primeiro secretário e segundo secretário.

SALÁRIOS – Os servidores municipais de Caruaru receberão os salários referentes ao mês de fevereiro na próxima sexta-feira (28). O calendário contempla todos os setores da prefeitura e deixa os funcionários mais animados para passar a folia de momo.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro