1 de abril de 2014 às 08h23min - Por Mário Flávio

20140401-082349.jpg

Após o resultado da pesquisa do IPEA, as redes sociais se tornaram principal alvo de mobilização entre mulheres e homens, que puderam manifestar sua indignação sob tal resultado demonstrado. Onde diz que, 58,5% dos entrevistados concordam totalmente (35,3%) ou parcialmente (23,2%) com a frase “Se as mulheres soubessem como se comportar, haveria menos estupros”.

O levantamento diz ainda que 65,1% concordam inteiramente (42,7%) ou parcialmente (22,4%) com a frase “Mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas” É chocante! Em que mundo uma pessoa pode achar que outra merece ser estuprada por qualquer que seja a razão?!

Dizer que a culpa do estupro em nosso país é da mulher, é algo consequente de uma sociedade patriarcal e opressora, à qual lutamos para derrubar da nossa cultura, mas tendo em vista os resultados apontados pela pesquisa dá pra ver que ainda não conseguimos chegar aonde queremos, que é ver uma sociedade livre do machismo, mais justa e igualitária para todos e todas. A nossa luta por um mundo melhor ainda é grande, não podemos deixar com que essas práticas machistas se proliferem em nosso convívio social, tendo em vista que a cada 15 segundos uma mulher é violentada no Brasil, e ela não é violentada por “estar pedindo”, ela é violentada por agressores violentos, machistas e repressores que acham que o corpo da mulher é um objeto e que a mesma deve ser submissa às vontades do homem.

E é por isso que nós da União da Juventude Socialista de Caruaru, participamos também na nossa cidade da campanha “Eu Não Mereço Ser Estuprada”. Afinal, basta de violência, de abuso, dessa sociedade repressora que se apropria do corpo, da voz e da alma da mulher para julgá-la, como se a mesma não tivesse autonomia para ser e controlar-se. Nós precisamos lutar todos os dias para que as mulheres se assumam livres e independentes. E essa luta nos une cada vez mais, por manhãs de sol e socialismo.

Na imagem estão presentes as jovens que fazem parte dessa campanha: Michelly Pereira, Juh Oliveira, Layanne Rodrigues, Tauíres Pereira, Amanda Rafaella e Kimberlly Rocha.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro