30 de novembro de 2016 às 07h06min - Por Mário Flávio

psdb-logo

Presidido pelo ex-governador Joaquim Francisco, o Instituto Teotônio Vilela, secção de Pernambuco, órgão de estudos políticos e sociais do PSDB, vai promover nessa quinta-feira (1º/12) um novo ciclo de debates sobre a reforma política. Além do próprio Joaquim, serão palestrantes os deputados federais Betinho Gomes (PSDB-PE) e Marcus Pestana (PSDB-MG).

Ambos representam o partido na comissão especial da Câmara que está analisando a reforma política. O debate terá início às 19h na sede regional do partido, no bairro do Derby, no Recife. Betinho Gomes sugeriu na comissão especial a adoção de três medidas: o fim das coligações nas eleições proporcionais, a implantação da cláusula de barreira e uma definição sobre financiamento de campanha.

“O fim das coligações dará mais nitidez ao quadro político para que a população saiba em quem realmente está votando. E a cláusula de barreira determina que os partidos obtenham um mínimo de 2% dos votos, em ao menos 14 estados, para que possam ter acesso ao fundo partidário, a tempo de TV e a funcionar como bancada no Congresso”, disse o deputado pernambucano.

Ele defende o financiamento público de campanha para que pessoas de baixa renda e da classe média disputem eleições “em condições de igualdade com os endinheirados”.

Já Marcus Pestana, vice-presidente da comissão especial da reforma política, entende que “se faz urgente e inadiável mudanças consistentes que organizem partidária e eleitoralmente o quadro político brasileiro”.

“O esgotamento do atual sistema político é consenso. Ruíram por completo seus alicerces e, por isso, é cada vez mais urgente e inadiável o debate de uma reforma consistente na organização partidária e eleitoral brasileira. O desafio da reforma política é encontrar um modelo que seja não apenas eficaz, equânime e justo, representativo do sentimento popular, mas, também, viável do ponto de vista político”, afirmou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro