22 de janeiro de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

Três meses após as eleições municipais, eleitores de 17 cidades terão que voltar às urnas até abril para escolher novamente seus prefeitos e vices, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O número poderá aumentar, já que a Justiça Eleitoral está analisando outros 33 processos de cassação. Com quatro cidades cada, Minas Gerais e Santa Catarina lideram o ranking de eleições fora de época.

Com a indefinição política, algumas cidades estão sendo governadas interinamente pelo presidente da Câmara Municipal. Em Guarapari (ES), o prefeito Edson Magalhães (PPS), reeleito, não teve os votos computados. Ele foi preso no último dia 15 pela Operação Derrama, que desmantelou um esquema de desvio de dinheiro público envolvendo outros sete ex-prefeitos do estado.

Mesmo na cadeia, Magalhães é o principal cabo eleitoral do candidato favorito à eleição, Orli Gomes (DEM), seu ex-companheiro de chapa. A campanha recomeçou na sexta-feira, com a propaganda eleitoral na TV e no rádio. Gomes distribuiu panfletos com a imagem do prefeito preso segurando seu braço. A nova eleição será em 3 de fevereiro.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro