5 de fevereiro de 2014 às 20h55min - Por Mário Flávio

20140205-204344.jpg

O grupo de oposição de Caruaru vai mesmo ter um candidato a deputado federal nas eleições desse ano. Já foi percebido que o apoio a Augusto Coutinho na eleição de 2010 foi um erro e o eleitor do grupo não digeriu bem essa situação. O nome mais provável é o de Tonynho Rodrigues, filho do casal Miriam Lacerda e Tony Gel. Ele é bem sucedido a frente da TFM e goza de prestígio rente ao eleitorado jovem de Caruaru e do Agreste, além de não sofrer resistência de aliados mais antigos e até de novos parceiros do grupo.

A dificuldade do chapão é outro motivador para o nome de Tonynho ser apresentado. A eleição vai ser duríssima e existe um risco para o grupo. O nome de Miriam Lacerda também poderia ser o escolhido para a disputa, mas uma nova derrota seria muito ruim para a carreira política da ex-deputada, sendo o nome dela poupado para uma nova disputa para prefeita em 2016. Outra possibilidade é o nome de Miriam para compor a majoritária na chapa encabeçada pelo PSB, uma chance remota, mas que existe e pode ocorrer, principalmente após a recuada de Jarbas para concorrer a reeleição ao senado.

A terceira opção seria o nome de Tony Gel, que já exerceu o mandato por três vezes. No entanto, o grupo já avaliou que o melhor para o ex-prefeito de Caruaru seria disputar a reeleição para a Assembleia. Tony se destaca no mandato e teria uma eleição praticamente garantida e com menos dificuldade do que o pleito passado.

O fato concreto mesmo é que o candidato será daqui da cidade, com o nome de Tonynho sendo testado pela primeira vez nas urnas, uma aposta de renovação para o grupo.

JARBAS – A decisão de Jarbas Vasconcelos em não concorrer ao senado mostra que o PMDB vai ter espaço na chapa majoritária da candidatura do PSB. O nome mais provável é o do do deputado federal Raul Henry. Ele pode ser o indicado para ocupar a vaga de vice numa dobradinha com o candidato socialista.

JARBAS 2 – Na nota enviada à imprensa o senador garantiu que não sai da vida pública. Jarbas Vasconcelos deve ser o nome para disputar uma vaga na Câmara Federal e disputar uma eleição menos dura que a de senador. O ex-governador deverá ser bem votado no Recife e Região Metropolitana.

SENADO – Com a desistência de Jarbas a vaga do senado deve ficar entre PP e PSB. O nome de Eduardo da Fonte ganha força e o deputado federal que teve mais de 300 mil votos deve mesmo embarcar na candidatura dos socialistas. Resta saber o que fazer com Fernando Bezerra Coelho, que só aceita disputar o mandato de governador.

SINUCA DE BICO – Se o PDT aceitar o convite de Armando Monteiro em fazer parte da majoritária o prefeito Zé Queiroz vai ter que dar um não ao governador Eduardo Campos. No fundo é a candidatura preferida do chefe do executivo, principalmente pela proximidade dele com o suplente de senador Douglas Cintra.

O NOME – Se o PDT for para a majoritária do PTB pode indicar um nome ao senado ou a vaga de vice. Para a função na Câmara não faz muito sentido, já que o PT pode indicar João Paulo para a disputa. Se for a vaga de vice, deve ficar entre os deputados federais Paulo Rubem ou Wolney Queiroz.

CASSADO – O prefeito de Altinho, Aílson Oliveira e o vice Marcos Sampaio, tiveram os mandatos cassados pelo juiz da cidade. Os dois são acusados de forjar um atentado em plena campanha eleitoral. A situação teria influenciado na votação do eleitor. Ambos irão recorrer junto ao TRE.

ASSUME – O presidente da Câmara Municipal de Altinho, Mauro das Associações (PT), assume interinamente a prefeitura nessa quinta-feira (06). A determinação foi da justiça e a oposição deve fazer uma grande festa para marcar o ato. Mesmo que seja breve, já que o gestor vai recorrer, mas o simbolismo vai estar presente.

APRESENTAÇÃO – Os vereadores Neto (PMN), Val (DEM) e pastor Jadiel Nascimento (Pros) se apresentam no Fórum de Caruaru hoje. Os três já estão de posse do salvo conduto e irão se apresentar para na sequência ser liberados e responder ao processo em liberdade.

ABATIDO – Chamou atenção o abatimento do vereador Evandro Silva (PMDB) ao deixar a Penitenciária Juiz Plácido de Souza. O peemedebista estava visivelmente cabisbaixo e bastante sentido. Em 40 dias ele foi preso três vezes.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro