3 de setembro de 2013 às 11h25min - Por Mário Flávio

20130903-083959.jpg

O deputado Estadual Tony Gel praticamente descartou a saída do Democratas. Ele concedeu entrevista ao comunicador Sócrates da Silva, no programa Show da Cidade, veiculado diariamente na Rádio Liberdade e praticamente. O democrata disse que não existe nenhuma razão para ele deixar o DEM e que todo tipo de possibilidade não passa de especulação. Para justificar a permanência, o ex-prefeito de Caruaru usou como exemplo ideologia e fidelidade partidária.

“Estou no partido há 20 anos, isso é algo pouco comum no Brasil, tenho uma ótima relação com o presidente estadual da legenda, o deputado federal Mendonça Filho e com o da nacional, senador Agripino Maia, então não vejo motivos para sair. Sei que houve um enfraquecimento do DEM e uma tentativa de esvaziar o partido, mas me sinto bem aqui, eu e Miriam, não existiria motivo aparente para deixar o partido”, disse.

No entanto, o deputado deixou em aberta a possibilidade de mudança e aproveitou para alfinetar o prefeito Zé Queiroz (PDT). “Temos até o fim desse mês para uma definição, mas muitas mudanças podem ocorrer. Olhem o exemplo do deputado federal Paulo Rubem. Ele deve deixar o PDT, que segundo ele é o partido mais desorganizado do Brasil. Lembrando quem faz muito tempo que o partido é dirigido pelo prefeito de Caruaru. Quem também deve mudar é o vice-governador, que não se entende com o senhor José Queiroz”, pontuou.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro