20 de abril de 2012 às 16h21min - Por Mário Flávio

Quando o prefeito Zé Queiroz retornou à sede da Rádio Cultura do Nordeste para amenizar a confusão causada no fim da entrevista do programa Mesa Redonda, os grevistas da Destra presenciaram uma rápida conversa entre o prefeito, o presidente do Sismuc, Eduardo Mendonça e os secretários de Administração e Planejamento, Antônio Ademildo e Ricardo Góes.  Mas, de forma concreta, essa breve explanação serviu apenas para o prefeito tentar acalmar os ânimos alterados e dizer diretamente aos servidores que reconhecia o trabalho deles.

Não dá pra dizer que houve alguma novidade para os grevistas a partir dessa conversa, pois o próprio prefeito disse que o impasse do reajuste salarial só poderá ser resolvido na  mesa de negociação, na próxima segunda-feira (23). “Nomeei uma mesa para negociar e ela está aberta a conversar com vocês. Por mim não haveria greve alguma, mas sou um trabalhador de carteira assinada, fui sindicalista e entendo as disputas de classes. Tenho orgulho do trabalho que vocês fizeram por Caruaru, disciplinando o trânsito e cuidando da cidade. Quero esgotar todas as possibilidades de conversa, se não chegarmos a nenhum ponto comum, vamos à Justiça, mas isto também faz parte do Estado Democrático”, afirmou. No final da conversa, os grevistas aplaudiram o discurso do prefeito, como se pode conferir no vídeo abaixo.

Para Eduardo Mendonça, o foco deve ser a reunião na mesa de negociação. “O prefeito voltou pra amenizar a situação, depois das declarações de que o motorista teria chamado um dos grevistas de mentiroso. A conversa hoje não resultou em avanço nenhum, pelo contrário só mostrou que estamos desgastados, e precisamos resolver esse impasse segunda-feira, entre os representantes da categoria”, explicou.

Na segunda-feira, estarão presentes na mesa de negociação, representantes do Sismuc, o secretário Antônio Ademildo, dois guardas municipais e dois agentes de trânsito. Segundo um dos próprios líderes da greve, Regivan Alencar, há otimismo para que a paralisação se encerre após essa negociação. “Eu acredito que vamos chegar a uma solução, essa greve já tomou muito tempo e causou desgaste, acho que nessa reunião haverá um consenso entre as partes”, disse com otimismo.

Mais cedo, quando o prefeito saÍa da emissora, houve estresse com os grevistas


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro