10 de abril de 2014 às 15h40min - Por Mário Flávio

20140410-154434.jpg

Na condição de presidente do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco, a deputada Teresa Leitão decidiu romper o silêncio, nesta quinta (10), sobre a Ação Penal 470, que envolve os acusados de participar da operação de compra de votos conhecida como Mensalão. A parlamentar disse que foi feito um pacto silencioso sobre o tema, mas a situação chegou a um limite que tornou necessário seu pronunciamento. Teresa leu uma carta divulgada à imprensa pelos advogados do ex-ministro José Dirceu e pediu que o texto fosse transcrito nos Anais da Casa.

O documento cita medidas protelatórias para manter Dirceu preso em regime fechado, por parte do Supremo Tribunal Federal (STF). No texto, os advogados José Luis Oliveira Lima e Rodrigo Dall’Acqua afirmam, também, que encaminharam ao presidente do órgão, Joaquim Barbosa, pedido de prioridade do caso por se tratar de um cidadão idoso.

Teresa Leitão criticou o fato de José Dirceu ser o único condenado do Mensalão a cumprir pena em regime fechado. Ela criticou a insegurança jurídica no Brasil. E disse, ainda, que o presidente do STF desrespeita a Corte por ele presidida e também a Constituição.


Comentários


...

Mário Flávio

Jornalista & Blogueiro